Assim como as pessoas devem procurar hábitos alimentares mais saudáveis, devem pensar da mesma forma quando se trata da alimentação para cães.

Muitas são as opções de rações para cães disponíveis no mercado, sendo que estas se adaptam a cada fase da vida de nossos amigos, desde as mais úmidas para filhotes, até as rações para cães secas, que possuem diversos sabores e a medida certa de nutrientes para o tamanho e porte administrados na dosagem diária recomendada.

Cães adultos normalmente se alimentam duas vezes ao dia. Mais que isso pode induzi-los à obesidade, o que leva o cachorro a uma série de problemas de saúde.

Outra coisa que ocorre com os cães adultos, é eles começarem a pedir comida caseira a seus donos. A menos que seja por recomendação de um veterinário, isso não deve ser feito, já que pode gerar distúrbios no trato gastrointestinal, tais como alergias alimentares.

Quando os cães tornam-se idosos – por volta dos 7 anos para os de grande/médio porte, e por volta dos 10 para os de pequeno porte-, a atenção em relação à alimentação deve ser ainda maior, já que estes cães estão com a saúde mais sensível, e a dentição também já não é a mesma. Assim, um cachorro idoso não consegue se alimentar caso a ração seja muito dura.

A ração para cães pode ser encontrada em formulações mais simples, com baixa quantidade de proteínas em sua composição, que são as mais baratas. Já a ração Super Premium, apresenta um custo mais elevado, mas apresenta também em contrapartida, maior quantidade de nutrientes, incluindo a medida certa de proteínas para seu cão. Vale ficar atento para a relação custo x benefício entre as rações para cães: se o cachorro está mais bem alimentado, ele comerá menos vezes ao dia, logo o investimento em uma ração de qualidade superior pode ser mais interessante.

Um cachorro bem alimentado é um cão mais saudável!